Especialidades - Implante Mamário

Implante Mamário


Consiste num ato médico cirurgião, na introdução de próteses de silicone, geralmente bem toleradas pelo organismo. De acordo com a indicação e expetativa da paciente, escolhe-se os diversos tamanhos e formatos existentes no mercado. Na cirurgia de mamoplastia de aumento, na maior parte das vezes opta-se pela anestesia geral. A incisão é muitas vezes é feita na axila, (podendo também em certos casos, ser feita ao redor da aréola ou no sulco infra-mamário) ficando totalmente escondida. Em seguida disseca-se o plano (retromuscular ou retroglandular, conforme os casos), formando-se um bolsa onde será colocada a prótese. Após a sutura, iremos realizar um peso com adesivos especiais. A paciente poderá ter alta no mesmo dia ou no seguinte, caso se encontre em boa recuperação.

Cuidados Pré e Pós Operatórios

No pré-operatório filtrais a ter por parte do paciente a ser intervencionado: recomenda-se parar de fumar e de usar aspirina ou medicamentos que contenham ácido acetil salicílico, que afetam o tempo de sangria e coagulação. Ainda se recomenda a interrupção de medicamentos para emagrecimento e o consumo de bebidas alcoólicas, 10 dias antes da cirurgia. Véspera da cirurgia, alimentar-se levemente e jejum absoluto a partir da meia-noite do dia da cirurgia. Não é comum haver dor intensa no pós-operatório. Havendo, pode ser controlada com analgésicos. No período de 2 semanas, recomenda-se, a ter alguns cuidados: evitar hiperatividade, levantar ou abrir os braços e dormir de bruços. Edemas e equimoses são comuns, desaparecendo gradualmente nos dias seguintes. A perda de sensibilidade temporária ou hipersensibilidade do mamilo, pode ocorrer.

Em casos de gravidez após a colocação da prótese, a amamentação é perfeitamente possível não prejudicando a fisiologia das mamas. É importante para as mulheres que pretendem ter filhos e rejeitam a ideia da cirurgia por medo de perderem a capacidade de amamentação. A ocorrência de complicações é rara, desde que o paciente siga a medicação e as orientações recomendadas pelo médico. Em alguns casos pode haver um “encapsulamento” (retracção da cápsula fibrosa que envolve a prótese) em consequência da cicatrização interior excessiva. Essa manifestação clínica provoca o endurecimento da mama, que resulta em desconforto para o paciente. O prevenir da mesma, são recomendadas massagens e drenagens linfáticas especificas, orientadas pelo médico ou procedimentos clínicos e cirúrgicos. Outra complicação possível mas também rara é a infecção. O tratamento dessa infecção é quase sempre a remoção da prótese.